segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Ordem ou desordem? Não julgue apenas pela aparência.

Quando alguém se diz "desorganizado" está afirmando conscientemente de que essa prática lhe gera dificuldades.

No entanto, é preciso tomar cuidado com a generalização do que é "organização" e "desorganização". Em certas situações, generalizar poderá nos levar ao erro, pois existem conceitos de organização que são muito particulares.


Para demonstrar isso, aproveito uma cena que todos já viram alguma vez na vida: uma escrivaninha com as prateleiras entulhadas de livros e documentos. Estes, aparentemente, acham-se empilhados de qualquer maneira. No entanto, se for preciso, seu dono sabe perfeitamente encontrar o documento que procura. 

O mesmo não acontece quando, por infelicidade, alguém ousa "pôr ordem na papelada". É possível que o dono se torne incapaz de encontrar o que quer que seja. Nesse caso, é evidente que a aparente desordem era uma ordem e vice-versa. Em outras palavras, a desordem aparente oculta uma ordem determinada pelo conhecimento individual.


Portanto, em determinados casos, não julgue antes de compreender se aquilo que considera desorganizado não se trata de uma linguagem particular diferente da sua.

Em resumo, uma ordem só é ordem se eu posso entender nela um significado. Se não posso é desordem.

by Dalton Cortucci

Leve para sua empresa ou instituição uma de nossas palestras ou workshops sobre Inteligência EmocionalEneagrama Coaching.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...